Webinar reúne mais de 700 internautas e destaca papel de P&D e EE no avanço do setor elétrico

17-06-2020

Mais de 700 internautas acompanharam o Webinar sobre Eficiência Energética, evento que apresentou ideias sobre como o setor elétrico irá atuar no cenário desafiador de retomada da economia. Promovida pelo instituto Lactec e consultoria Deode com o apoio da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (Abesco), a iniciativa destacou a relevância dos programas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e de Eficiência Energética (EE) neste momento de reinvenção.

O debate foi mediado pelo presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, e contou com a participação do presidente da Abesco, Frederico Araújo, além de representantes do Ministério de Minas e Energia (MME), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e da Associação Brasileira de Instituições de Tecnologia e Inovação (Abipti). Na oportunidade, todos reforçaram a importância do fortalecimento de políticas públicas, nas áreas de inovação e eficiência, voltadas para o setor de energia.

Empregos e ações

Ao defender a manutenção das políticas de incentivo, o presidente da Abesco apresentou estimativas relevantes para o futuro do setor e mencionou alguns números do segmento de eficiência energética, entre estes a geração de mais de 400 mil empregos diretos e indiretos no Brasil. “Conforme as projeções desse novo mercado de eficiência, de mobilidade, a gente estima chegar a 1,3 milhão de empregos em toda a cadeia de eficiência energética”, afirmou.

A necessidade de ações e iniciativas para o fortalecimento da cultura de eficiência e o uso inteligente da energia também foi destacada por Araújo. “A Abesco tem buscado de forma incansável atuar para reduzir as incertezas para os nossos associados e para a sociedade em geral. O MME, a EPE, o Ministério da Economia e a Aneel têm um papel importantíssimo nisso. Por meio de políticas públicas sólidas, precisamos de fato criar um mercado de eficiência energética e ter um plano direcionado para tornar estratégica a eficiência energética no Brasil”, destacou.

P&D e EE

Representando o MME, Hélvio Guerra, secretário-adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Energético, revelou que há uma avaliação dos recursos presentes em fundos setoriais para verificar se é possível utilizá-los a fim de minimizar os efeitos da crise. No entanto, enfatizou que a premissa é não mover recursos que comprometam os projetos de P&D e EE. “Eles estão sempre à frente para modelar o mercado e são fundamentais. Gostaria de reforçar isso: o caráter temporário e o não comprometimento de pesquisa e EE no País”, afirmou.

O presidente da EPE, Thiago Barral, também destacou a importância da manutenção dos programas de P&D e EE para colocar em prática a agenda de transformação do mercado de energia, que persegue, além da descentralização e a digitalização, a descarbonização. Já o presidente da Abipti, Paulo Rogério Foina, pontuou a necessidade de ter pesquisas nacionais para atender às necessidades e a realidade do Brasil, não só no setor de energia, mas em todas as áreas do conhecimento.

Próximo webinar

O segundo e último webinar da série A Retomada da Economia por meio da Inovação e Eficiência será na próxima terça-feira, dia 23 de junho. Promovido pelo Lactec e Deode, o evento apoiado pela Abesco dará continuidade ao debate sobre P&D e Eficiência Energética aplicados à modernização e retomada econômica do setor elétrico.

Fique sempre atualizado!

Faça seu cadastro e receba nossos informativos, eventos e cursos.

Torne-se um associado

Conheça os benefícios de ser um associado ABESCO

Como se associar