Carro elétrico e a combustão: preços próximos em 2025

28-09-2018

Por Caio Bednarski – 25/09/2018

São Paulo – O preço do carro elétrico deve ficar mais próximo ao de um equipado com motor à combustão a partir de 2025, segundo um estudo da ICA, sigla, em inglês, para Associação Internacional do Cobre, divulgado pela Abesco, Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia. Seu presidente, Alexandre Moana, disse que a redução no preço do veículo elétrico virá da evolução da indústria de baterias, com novas tecnologias que reduzirão o custo de produção.

“Outra questão que precisa ser solucionada é a da durabilidade. É necessário que um carro elétrico consiga rodar, pelo menos, dez ou quinze anos com a mesma bateria para competir com um veículo dotado de motor à combustão, o que não acontece atualmente. Quando chegarmos a esse nível de evolução, acredito que esse mercado terá um crescimento muito grande.”

As baterias dos veículos elétricos precisam ser substituídas após um determinado tempo de uso. Hoje o custo dessa substituição é muito alto, representando em torno de 40% do valor total do carro. Ou seja: não compensa.

Outra questão abordada pela Abesco é a matriz energética. Segundo Moana, parte da energia elétrica gerada no Brasil vem de usinas termoelétricas, o que atrapalha a eficiência do veículo elétrico por aqui. Para resolver essa questão, a entidade defende que os pontos de recarga sejam abastecidos com fontes de energias limpas, como a fotovoltaica e a eólica:

“O sistema fotovoltaico pode captar a energia solar e armazenar em baterias que serão responsáveis por entregar a energia ao veículo elétrico quando um consumidor conectar seu carro ao sistema”.

Com relação à infraestrutura no Brasil, Moana acredita que será necessário definir um modelo de tarifa para que, a partir disso, surjam empresas interessadas em desenvolver novos pontos de recarga, tornando viável o uso do veículo elétrico: “Acho que o preço dos elétricos cairá antes de o Brasil alcançar a infraestrutura ideal, mas, se o modelo de cobrança estiver definido, a instalação dos postos pode ser mais rápida”.

Fonte: Autodata

Fique sempre atualizado!

Faça seu cadastro e receba nossos informativos, eventos e cursos.

Torne-se um associado

Conheça os benefícios de ser um associado ABESCO

Como se associar