Comunicado ABESCO frente ao cenário de pandemia COVID-19

31-03-2020

Estamos atravessando um dos momentos mais desafiadores em todo o mundo. Estão sendo tomadas medidas de combate à pandemia do Coronavírus (COVID-19), que atingiu recentemente o território nacional, pelas autoridades governamentais das quais somos esperançosos que venham a lograr êxito e possamos brevemente vislumbrar cenários mais prósperos, em especial resguardando a saúde e a vida de todos brasileiros.

Entendemos que a energia é fundamental para a qualidade de vida da população e o crescimento econômico do país. Nesse contexto, a eficiência energética representa a redução efetiva no consumo energético com impacto direto na diminuição dos custos a longo prazo, principalmente com menores investimentos para a geração de energia e a mitigação de impactos ambientais.

Em momentos de crise como esse que estamos passando, devemos nos unir para buscar soluções ágeis e eficientes que visem sanar as causas dos problemas.

Ressalta-se a relevância dos recursos energéticos para auxiliar nas ações de enfrentamento da Pandemia e principalmente para que haja a devida força para condução do ambiente social e econômico à sua normalidade diante dos cenários pós-crise que se vislumbram.

Temos em nosso país uma perda no uso de energia na ordem de 12% por conta de processos, equipamentos ou hábitos de consumo ineficientes, o que resulta num potencial de economia para consumidores e governos de mais de R$ 30 bilhões ao ano, o que por si só já serve de argumento prático para que relevantes políticas sejam desenvolvidas em contraponto a esse cenário.

Iniciativas como o Programa de Eficiência Energética da ANEEL, que contribui com investimentos relevantes para os diversos setores da sociedade, trouxeram nos últimos 20 anos resultados de mais de 46 TWh em economia. Salienta-se que a relação R$/KWh dessas ações são mais baixos do que o investimento para geração de energia, o que nos dá convicção para afirmar que a energia que não se gasta é a energia mais barata, devemos portanto, conduzir o raciocínio da eficiência energética como uma medida para redução de custos em nosso pais e propulsora do desenvolvimento econômico sustentável a curto, médio e longo prazo.

Há que se considerar também que, no cenário de cumprimento das metas assumidas no Acordo de Paris para Eficiência Energética (redução de 10% do Consumo até 2030, tendo como base o consumo de 2005), há a perspectiva de geração de 1.277.663 empregos diretos, indiretos e induzidos até 2030. Portanto, o investimento em eficiência energética também é um fator de geração de empregos e recuperação da economia.

Reforçamos a importância de potencializarmos ainda mais os efeitos advindos das ações de eficiência energética, com a disponibilização de linhas de crédito especiais para esse fim e a manutenção de programas estratégicos como o citado acima, haja vista que há grande demanda e oportunidades para mitigação de custos em todo o Brasil, vide o Plano Nacional de Energia, do Ministério de Minas e Energia.

Evidenciamos a necessidade de ampliação dos recursos para investimento em eficiência energética com foco nas instalações com serviços de interesse e utilidade pública, tais como hospitais, iluminação pública, escolas, universidades e saneamento. Tais medidas propostas pressupõe que trarão a longo prazo o alívio de caixa para o setor governamental, visto que as ações de eficiência energética são perenes e os ganhos são percebidos anualmente. Sendo assim, há a diminuição dos gastos públicos com energia, além dos custos de operação e manutenção dos equipamentos.

A ABESCO como representante dos agentes do mercado de eficiência energética, composta atualmente por mais de 60 empresas de todas as regiões do país, responsável por uma ampla cadeia de empregos diretos e indiretos, reforça o seu compromisso para o desenvolvimento de políticas e ações estruturantes que venham a contribuir para a segurança energética e econômica do nosso país.

Nos colocamos a disposição de todos os entes para de maneira propositiva enfrentarmos mais esse desafio que se deflora diante de todos nós, na certeza que poderemos em conjunto promover soluções que sejam sustentáveis e adequadas a todos os envolvidos.

Atenciosamente,
Frederico Rocha de Araújo
Presidente ABESCO

Fique sempre atualizado!

Faça seu cadastro e receba nossos informativos, eventos e cursos.

Torne-se um associado

Conheça os benefícios de ser um associado ABESCO

Como se associar