e1 é o nome do primeiro carro elétrico argentino

26-11-2018

Os carros elétricos deram o tom do Salão do Automóvel de São Paulo deste ano. Três modelos tiveram vendas confirmadas no mercado brasileiro. Enquanto isso, os argentinos em breve poderão ter um carro elétrico pela metade dessa quantia. E de fabricação local. A novidade atende pelo nome de e1. A fabricante é a Volt Motors.

O carrinho custará AR$ 750 mil (pouco mais de R$ 76 mil na conversão direta). Os “hermanos” podem encomendar o e1 a partir de hoje, pela internet. As entregas começam em abril de 2019.

Projetado e desenvolvido na Argentina, o e1 será fabricado em Córdoba, segunda maior cidade do país. A empresa informou que pretende implantar outras quatro unidades de produção em diferentes regiões do país vizinho. O objetivo é baratear a distribuição e facilitar a exportação.

Pequenino, o elétrico e1 é bem equipado

O e1 é um autêntico city car (voltado ao uso urbano). O modelo tem 2,80 metros de comprimento, 1,70 m de largura e 1,50 m de altura.

Para comparação, um Mobi mede 3,57 metros de comprimento. A largura do Fiat é de 1,63 m.

O Volt e1 pesa 550 kg e leva apenas duas pessoas. A autonomia é de 150 km e a velocidade máxima, de 110 km/h.

A cabine é pequenina, mas conta com uma grande tela de 16 polegadas no centro do console. Por meio desse dispositivo é possível controlar as principais funções do carro.

Outra tela, de 10″, faz as vezes de painel de instrumentos. Há central multimídia, câmera de 360 graus e até head up display. Esse sistema serve para projetar informações, como velocidade atual, no para-brisa.

A meta da Volt Motors é vender 3 mil unidades do e1 já em 2019. A empresa informa que oferecerá também um utilitário compacto elétrico. Batizado de W1, o modelo custará AR$ 650 mil (cerca de R$ 65 mil).

Fonte: Jornal do Carro / Estadão

Fique sempre atualizado!

Faça seu cadastro e receba nossos informativos, eventos e cursos.

Torne-se um associado

Conheça os benefícios de ser um associado ABESCO

Como se associar